"Não interprete-me mal."
Essa era a única coisa em que pensava ao iniciar meus textos.
No entanto, dei-me conta que não importo-me mais com isso.
Leia e formule sua opinião, pois a minha mantenho firme:
não permitirei que minhas palavras se calem, jamais.
SEJA BEM VINDO(a)!

terça-feira, 17 de maio de 2011

O perfume dos dias

         
       Certa noite, em uma conversa pouco formal com a Aline, minha professora de português, ela disse que cada dia possui seu próprio perfume. E, às vezes, pelo cheiro fatos passados são relembrados fortemente. No momento eu ri e disse que essa era uma experiência que nunca havia tido. Pois bem, o papo se findou, nos despedimos e fomos embora. Parecia ter sido uma simples conversa, mas não para mim. As palavras ditas naquela noite não saiam da minha cabeça, me intrigando e fazendo-me pensar no assunto em uma constância anormal. Não conseguia entender. Era como se vendas tapassem meus olhos, fazendo com que o simples se tornasse tão complicado – o que atrai-me fortemente. E seguiu assim, por quase quatro dias.
      Antes que me esqueça, um detalhe é importante: todas as noites ao deitar perco horas pensando na vida. E foi em uma noite, como outra qualquer que de repente as respostas vieram à tona. Meus pensamentos pareciam borbulhar de tão intensos que estavam. Pensamentos estes que me levaram a entender que o perfume do qual ela mencionava eram apenas o jeito com que as coisas aconteciam. Um fato parecido ou algo do tipo. Pronto! O mistério fora desvendado.
      Em suma, cada dia possui uma essência, uma fragrância diferente. Podendo ser até um perfume desagradável, como nos dias tristes, por exemplo. Mas os de bom cheiro superam todos os outros – e como superam. Hoje por exemplo a fragrância está maravilhosa, agradável. E seguirá assim... Bons ou ruins, como nos meus 6709 dias de vida.
      Posso não ter encontrado a resposta correta segundo a visão da professora, mas é a minha opinião quanto ao assunto. Talvez um dia eu consiga entender esse tal perfume com o qual ela diz com tanta convicção sentir. Enquanto isso queridos, fico a esperar, com minhas próprias essências a cada amanhecer.

Emanuely Guedes


P.s. 1: Um abraço especial e repleto de carinho a mais meiga e delicada professora mencionada acima, a qual me impulsionou para a criação deste blog. Sem suas injeções de ânimo não o teria feito. E mais ainda, meu apetite pela leitura e escrita tem se tornado voraz a cada dia. Aline, sinta-se culpada, rs. Obrigada!

P.s. 2:Para mim, é mais que um privilégio tê-los por aqui. 
Bom dia a todos!

2 comentários:

  1. Caramba... as palavras têm poder mesmo né?!...
    Às vezes dizemos algo e nem sabemos o quanto isso pode inquietar nosso ouvinte. Mas fico feliz por terem sido palavras que te inquietaram positivamente!!!
    Que texto lindo... Sabe como te vejo? Como alguém que tem as palavras nos poros. É isso... elas são tão naturais pra você quanto respirar. Olha como você as constrói! FANTASTICAMENTE!
    Quanto a compreensão acerca dos perfumes dos dias, acho que vc conseguiu perceber mesmo sua essência. Sentir a cada dia, a cada acontecimento, sua pureza e sua dor.
    Adoro-te Manu. Continue a eternizar seus olhos pelas palavras.
    P.S.: Obrigada pela linda homenagem.
    Beijinhos da sua prof e amiga: Aline Souza.

    ResponderExcluir